JAIC 2004, Volume 43, Number 2, Article 4 (pp. 161 to 174)
JAIC online
Journal of the American Institute for Conservation
JAIC 2004, Volume 43, Number 2, Article 4 (pp. 161 to 174)

HUNTING FREE AND BOUND CHLORIDE IN THE WROUGHT IRON RIVETS FROM THE AMERICAN CIVIL WAR SUBMARINE H. L. HUNLEY

NÉSTOR G. GONZÁLEZ, PHILIPPE DE VIVIÉS, MICHAEL J. DREWS, & PAUL MARDIKIAN


TÍTULO—Cloreto livre e combinado em rebites de ferro forjado do submarino H. L. Hunley da Guerra Civil Americana. RESUMO—O submarino Confederado H. L. Hunley, construído em 1863, foi recuperado com sucesso em agosto de 2000 depois de quase 140 anos submerso no Oceano Atlântico. Um dos maiores desafios encontrados na estabilização e conservação do Hunley foi a remoção do cloreto dos produtos de corrosão presentes na superfície do submarino. Este artigo focaliza a presença de cloreto livre e combinado retido nas aparas do metal quando os rebites foram removidos, por perfuração, do casco do Hunley, antes das escavações de seu interior. Antes da extração e estudos de digestão das aparas, um dos rebites que tinha sido armazenado em água de torneira desde sua remoção, foi seccionado e a superfície seccionada foi analisada usando microscopia de elétron digital e energia dispersiva do raio-X. As aparas de rebites, que foram armazenadas secas, em água de torneira, e em hidróxido de sódio produzido com água de torneira imediatamente após remoção, foram extraídas com soluções de água deionizada, carbonato de sódio e hidróxido de sódio por até duas semanas. A quantidade total de cloreto presente em cada amostra foi determinada usando a digestão com ácido nítrico. Observou-se que as aparas secas e as armazenadas em água de torneira continham quantidades muito similares de cloreto total. Percebeu-se também que aparas armazenadas em solução cáustica continham quantidades significativamente menores de cloreto do que os outros dois grupos de amostras. Em todas as amostras de rebites encontrou-se que uma quantidade significativa de cloreto (>500ppm) permaneceu nos produtos da corrosão após extração, sugerindo a presença de alguma forma livre ou fixa do íon cloreto.
[English Abstract] [French Abstract]

Article Sections:

1. INTRODUCTION
2. EXPERIMENTAL
3. RESULTS AND DISCUSSION
4. SUMMARY AND CONCLUSIONS
a: References , Author Information
Entire Article

Copyright © 2004 American Institution for Conservation of Historic & Artistic Works